Sala de Sinais

Descubra a verdade sobre fundos de investimento de renda fixa e multimercado!




* O link para o vídeo completo está no final desse artigo.
Saiba mais clicando em Robô IQ OPTION de AUTOMATIZAÇÃO de Lista de SINAIS
E conheça também sobre o Melhor Bot Para Opções Binárias 2021
Que tal um robo gratuito para IQ Option? Sistema Para IQ Option Grátis



Fala pessoal!!
Nesse vídeo quero fazer um alerta para você: será mesmo que Fundo de Investimento vale a pena?
Muita gente se sente atraída a investir em fundos de investimento justamente para poder terceirizar para um gestor a administração e a aplicação do seu dinheiro. Mas por de trás desse tipo de investimento aparentemente seguro, há detalhes importantes que você precisa prestar atenção e é exatamente sobre isso que eu falo nesse vídeo.
Para isso, utilizei como exemplo 2 fundos de investimento da Corretora Rico para te mostrar o porque, na minha opinião, você deveria ficar bem longe desses fundos de investimento agora em 2021.

👉 LINK DE INSCRIÇÃO NA LISTA DE ESPERA DO MEU CURSO INVESTINDO DO ZERO:


– Me acompanhe no Instagram:
– Se Inscreva no Canal e ative as notificações para ficar sabendo quando um vídeo novo for postado.

O Canal Servidor que Investe pretende compartilhar com você conhecimentos sobre finanças pessoais e investimentos, como foco nas necessidades dos servidores públicos.
Precisamos nos tornar independentes do Estado quando o assunto é aposentadoria.

Vídeo

44 Comentários

  1. Existem bons Fundos porém são poucos eu uso um FoF multiestrategia que tem dado retornos consistentes mesmo em 2021 com o Crash

  2. Olá Sofia, no próximo vídeo, põe a sua tela na parte inferior direita, assim esconde seu nome completo e CPF

  3. Eu comecei a investir e o assessor investiu em um fundo de investimento sem me consultar.
    Eu falei que queria investir na selic porque era para reserva de emergência.
    Eu galei que não queria e ele disse que investiria no tesouro prfexado 2027.
    Mas na minha carteira veio o nome do fundo.

  4. Sofia apliquei em fundo BDR e outro da vale se eu resgatar após 30 dias o q vou pagar de taxas?

  5. Boa tarde, ao seu ver, qual é o melhor investimento, renda fixa ou renda variável ?

  6. Pra que pagar pra alguém investir meu dinheiro com rentabilidade ridícula!! eu mesmo invisto meu dinheiro! parabéns pelo vídeo Sofia!

  7. Simples quando for comprar um.fundo de renda fixa e só olhar onde o seu dinheiro e investido!!
    Existem fundos bons sim depende do tipo de fundo!!

  8. inter selection infraestrutura fic firf cp é um bom fundo para o investidor iniciante Sofia??

  9. Perfeita! Nunca investi. Sempre fiquei com o pé atrás. Obrigado pela explicação!

  10. Eu também acho que essas aplicações se comparam àquele tipo de negócio em se der prejuízo é do cliente, se der lucro é do cliente e do gestor. Resumindo, vc tem um sócio que só participa dos lucros. Dos riscos ele não participa. Eu já manjei isso há anos !

  11. Olá, Sofia tudo bem?! Estou pensando em fazer 2 reserva de emergência, você acha que vale a pena?.

  12. tenho esse Adam Macro D60 da XP, pedi resgate mas já perdi dinheiro nele… Obrigada pelas dicas!

  13. Obrigado, Sofia! Gosto da sua sinceridade e clareza para explicar! Preciso muito de orientação. Vou tentar lhe acompanhar.

  14. Vc está generalizando com base em 2 exemplos ruins! Obviamente existem fundos ruins assim como ações ruins, FIIs ruins, RF ruins, etc… Mas tem mta coisa boa no mercado! Não dá pra falar que os fundos da gestora Verde são ruins, da Gávea são ruins, entre outras! Acho que assim como qualquer outra classe de ativo, as pessoas têm que estudas bem onde vão colocar o dinheiro…

  15. Eu também não gosto de investir em fundos multimercados, a maioria só ganhou dinheiro nos últimos anos com a queda da taxa de juros.

  16. Esses fundos são quase um estelionato. Seu dinheiro nas mãos sabe-se lá de quem, que pode fazer besteira, e com esses retornos ridículos. 80% dos fundos não atingiram a CDI ano passado.
    É melhor colocar até na conta do Nubank…alguns é melhor até a poupança.
    Se você não sabe o que fazer, coloque no Tesouro selic mesmo.

  17. Sofia b.dia, dia 20/04/21apliquei no pré-fixado 2024 à tx de 7,99% e preço unit de 783,22. Hoje 05/05/21 a tx encerrou a 8,02% e preço unit de 784,93. Então, esse preço unit ñ era prá estar menor que 783,22 já que a tx subiu? Se puder responda por escrito. Grato.

  18. Sofia, por favor, não seja tão categórica e generalista, quanto à inaptidão dos fundos de investimento, na composição de uma carteira.

    Gosto do conteúdo do seu canal, mas, para alguém que se volta à educação financeira, é preciso observar os produtos de investimento sob um olhar menos determinista e mais ponderado (observar não apenas desvantagens, mas também as várias vantagens).

    Os fundos de investimento têm sim propostas que são muito importantes, do ponto de vista macro:

    – Questão fiscal: participação na arrecadação nacional, pela incidência de IR, exceto para os fundos incentivados em infraestrutura, e de IOF, para aplicações resgatadas em até 30 dias;

    – Questão bancária/empresarial: a remuneração a uma gestão especializada que diversifica uma carteira e que financia projetos empresariais de curto, médio e longo prazos (acredite, isso é muito importante à sociedade: afinal de contas, ao adquirir títulos do Tesouro e/ou papéis a exemplo de debêntures e de outros títulos de crédito, os fundos contribuem ao financiamento geral de projetos);

    – Questão governamental: a parcela de caixa dos fundos é, majoritariamente, composta por títulos públicos pós-fixados (Tesouro Selic). Nesse caso, os fundos são vitais à captação para fins de financiamento da dívida pública nacional.

    – Questão pessoal: mitigação de riscos, por meio da diversificação da alocação dos recursos, e ausência de vencimento das cotas dos fundos em que se aplica (daí a existência do come-cotas, exceto para fundos isentos e para fundos de renda variável).

    Do ponto de vista do investidor, a depender do risco e da categoria do fundo (consultar a Resolução nº 555, da CVM), os fundos são boas opções para a alocação de patrimônio amplo, com diversificação de ativos que um investidor médio pessoa física jamais conseguiria obter ou que atravessaria um grande custo de oportunidade para ter (dedicação de tempo e concentração de altos valores em poucos ativos).

    A título de exemplo, há as chamadas Letras Financeiras (LFs) e as Letras Financeiras Subordinadas Novas (LFSNs). Elas correspondem a títulos de crédito privado de alta monta (respectivamente, R$ 150.000,00 e R$ 300.000,00) que são utilizadas para a margem de segurança de instituições financeiras, principalmente para mitigar efeitos de crises.

    Num país cujo salário mínimo equivale a pouco mais de R$ 1.000,00, um pequeno investidor não conseguiria atingir aplicações em LFs, tampouco em debêntures e em outros títulos que possam remunerar a mais, mas que exigem alto aporte inicial (tíquete). Esses são títulos muito frequentes em carteiras de fundos DI com crédito privado e multimercados.

    Isso significa que os fundos permitem acessibilidade e diversificação, como uma carteira ampla. Como isso exige o trabalho de um gestor e de outros prestadores de serviço que alocarão os recursos, há a existência, em geral, de taxas de administração.

    A taxa de performance existe, em um número de casos, como um estímulo à gestão, pela busca de ativos mais rentáveis e de um trabalho ativo (gestão não passiva da carteira do fundo).

    Além disso, um outro ponto fundamental que você não mencionou é essa proposta exibida à esquerda, no prospecto do fundo sob abordagem, no momento 5:45, do seu vídeo.

    Atente-se ao que o gestor consignou: “diferentes classes de ativos: alocação dinâmica em diferentes ativos de renda fixa local e internacional”. Um investidor pessoa física, com o aporte mínimo exigido por esse fundo, teria um gigantesco trabalho e um dispêndio de tempo, além de uma provável falta de acessibilidade para compor uma carteira com a mesma proposta de um fundo desses, de uma maneira tranquila, que não exija tempo, estudo e análise macroeconômica.

    Com efeito, os fundos de investimento têm uma grande importância para a alocação patrimonial (vide os bons fundos de previdência, que seguem uma lógica muito similar à dos fundos tradicionais, e os bons fundos de renda fixa, multimercado e de ações).

    Assim, o que você menciona a partir de 7:08, deste seu vídeo, não deve ser levado como verdade absoluta: perceba que se o investidor alocar, de forma individual, seu patrimônio em um CDB e/ou em quaisquer outros títulos, ele estará concentrando o risco daquele patrimônio num único emissor.

    Outro ponto é a limitação de aplicações. Por exemplo, o programa Tesouro Direto tem um teto mensal para alocação patrimonial, cujos títulos, por representarem dívidas, têm vencimento obrigatório e precisarão ser resgatados (e reinvestidos), em algum momento.

    Já um fundo de Tesouro Selic simples, por exemplo, não tem limite nenhum: o investidor pode alocar uma fortuna milionária num fundo, sem se preocupar com teto e nem com vencimento e reaplicação dos títulos, já que as cotas dos fundos não têm vencimento, ademais da flexibilidade dos aportes (movimentação de valores).

    Senti falta, também, de você não haver mencionado externalidades que se abateram sobre os fundos de renda fixa (e sobre os fundos multimercado mais conservadores), por efeito da marcação a mercado do fim de 2021 e do início de 2021.

    Faltou mencionar, outrossim, que os fundos são como “empresas” (têm CNPJ e uma série de colaboradores que são prestadores de serviço: gestor, administrador, custodiaste, distribuidor e auditor). Por trás disso tudo há pessoas, seres humanos (carne e osso). Com a exceção de alguns fundos que não cobram taxa nenhuma (taxa zero), a grande maioria cobra, como estímulo ao trabalho (performance) e/ou como ganha pão (administração) das pessoas que estão por trás daquele CNPJ.

    Concordo muito, contudo, quando você recomenda que o investidor analise a alocação de seus recursos. De fato, sobretudo nos bancões, há diversos fundos com taxas absurdas de administração que não se justificam. Isso é fato e o investidor precisa estar atento para não cair em maus negócios.

    É preciso, pois, garimpar, pois há diversas opções excelentes, em termos de fundos de investimento, para cada perfil e para cada proposta de investidor.

    Ultimamente, inclusive, há opções razoáveis até dentro dos bancões (veja a importância da concorrência!). Itaú, Santander, Bradesco e BB, por exemplo, estão ofertando fundos de renda fixa acessíveis e com baixas taxas de administração, antigamente apenas da alçada de milionários:

    – “Itaú Privilège DI” (tíquete de R$ 1,00; taxa de administração em 0,30% a.a.);

    – “BB RF LP High” (tíquete de R$ 1.000,00; taxa de administração em 0,35% a.a.);

    – “Bradesco Max DI” (tíquete de R$ 1,00; taxa de administração em 0,25% a.a.);

    – “Santander DI Advanced” (tíquete em R$ 100,00; taxa de administração em 0,30% a.a.).

    Contudo, em corretoras e em assets independentes há opções ainda melhores, a exemplo do que a XP, a Órama, o BTG e o Banco Inter oferecem.

    Veja o exemplo de fundos como o “Inter Corporate FIRF CP”: um fundo de crédito privado high grade com uma taxa de administração de 0,25% a.a. e boa gestão, que é feita pela DLM Invista (atual Inter Asset), por uma aplicação mínima em apenas R$ 100,00.

    Há, também, os fundos simples de taxa zero, que são os mais seguros de todo o segmento de investimentos no Brasil, a exemplo dos fundos soberanos pós-fixados e daqueles que somente alocam em Tesouro Selic, com a vantagem gigantesca da mencionada ilimitação de teto (diferentemente de adquirir títulos diretamente via Tesouro Direto) e da ausência de vencimento e da necessidade de reinvestimento das cotas (diferentemente da necessidade de reinvestimento conforme o que ocorre com a aplicação direta em CDBs). Cito, aqui, fundos como o “Trend DI Simples”, da XP, e o “Órama DI Simples”.

    Então, mesmo aos mais conservadores perfis de investidor, há, hoje, opções de fundos que os tornam atrativos e importantes aplicações, na composição da carteira de investimentos de todo o mundo que busca diversificação e mitigação de riscos.

    Fundos sempre serão, numa perspectiva ampla, importantes. É preciso, conforme asseverei, pesquisar e garimpar sobre se a política de investimento e se o enquadramento do risco da carteira do fundo, bem como os custos, são adequados e aceitáveis ao perfil do investidor que deseja alocar seu patrimônio.

    Então, não sejamos categóricos apenas sobre as desvantagens. Há um mundo de boas opções, na indústria de fundos de investimento!

  19. Charmosamente inteligente, didaticamente simples em um conteudo (pra mim) complexo! Sou seu fã!

  20. Fundo multimercado que não supera o CDi é o absurdo.
    Até a minha carteira que só tem 50% de renda variável supera o CDI eo IPCA fácil.

  21. Qria ter visto esse video ano passado quando investi em 3 fundos distintos (multimercado, acoes e bdr). Td isso com o pensamento de por nas mãos de profissionais (pagar taxa cm esse intuito) enquanto estudo sobre investimento em acoes e fiis, até me sentir seguro o suficiente p fzr por conta própria.

    Até o momento tô com ganhos de 8,33% em 9 meses com esses 3 FIs.
    Contando apenas o valor atual/valor aplicado.

    Pretendo deixar la durante um tempo ate me sentir confortável em retirar e reaplicar em outros investimentos.

    Obrigado pela aula, Sofia! Vou ficar mais atento!

    Abs!

  22. Ainda bem que nunca me interessei por este tipo de investimento. Sofia, você usa esta corretora aí pra investir? Ela cobra taxa de corretagem? Qual CDB de liquidez diária, em qual banco vc indicaria?

  23. Parabéns Sofia, muito esclarecedor a vídeo aula, também tô fora desse tipo de investimento.

  24. Adorei esta aula minha deusa do investimentos, apenas lhe oriento a segurança e privacidade exposta, os gerentes não irão gostar não pois eles gostam de ofertar, nos enchendo de ilusões kkkk

  25. Concordo. Uso o bancodata como ferramenta de apoio e compro LCI/CBD de bancos com bons ratings que pagam acima do CDI

Comentários estão fechados.